Sessão Especial do filme A AMA DE CABO VERDE, de Marie  Amachoukeli



Segunda-feira, 15 de Julho, às 21h00, no Cinema Fernando Lopes


Sessão especial com a presença, via zoom, da actriz Ilça Moreno Zego e moderação a cargo de Os Bons Malandros.


Cléo tem seis anos. Adora Gloria, a ama que a criou desde que nasceu. Mas Gloria deve regressar urgentemente a Cabo Verde, para junto dos seus filhos. Antes da partida, Cléo pede-lhe que prometa que vão voltar a ver-se o mais depressa possível. Gloria convida-a a passar um último Verão juntas, na ilha, com a sua família.

“Com A AMA DE CABO VERDE, quis falar da infância. E, aos meus olhos, a infância é um vulcão, uma canção de embalar e o amor louco que nos une a quem nos criou. Seja ou não da nossa família.” Marie Amachoukeli









Sessão Especial do filme ASTRAKAN 79, de Catarina Mourão



Terça-feira, 16 de Julho, às 21h00, no Cinema Fernando Lopes



Sessão Especial seguida de conversa com a realizadora Catarina Mourão e Carlos Vaz Marques (Jornalista, Editor e Tradutor).



Sinopse:  Martim recorda hoje, aos 58 anos, a estadia de um ano e meio na União Soviética em 1979. Tinha 15 anos e era um miúdo “inocente”. Os pais, militantes do Partido Comunista, achavam que ele ia para um sítio seguro, uma sociedade que cumpria com todos os seus ideais. Martim viajou para Moscovo, atravessou de comboio o delta do Volga até Astrakan numa viagem iniciática. Apaixonou-se várias vezes, largou os estudos, tornou-se clandestino. O ideal comunista incutido pelos pais foi-o perdendo pelo caminho. Quarenta anos depois, Martim decide, neste filme, contar pela primeira vez esta história ao seu filho, uma história que foi sempre um tabu de família.









Sessão Especial e Única do filme A MINHA AVÓ TRELOTÓTÓ, de Catarina Ruivo



Sábado, 20 de Julho, às 21h00, no Cinema Fernando Lopes



Sessão Especial e Única deste maravilhoso filme homenagem de Catarina Ruivo, vencedor do Prémio de Melhor Longa-Metragem Portuguesa no Festival IndieLisboa. A realizadora estará presente para apresentar o filme. 

Na sua nota de intenções, Catarina Ruivo escreve “quando a minha avó morreu quis salvá-la, e filmá-la pareceu-me a única solução. Parti da ideia de que a ilusão de vida no cinema é tão forte que é possível filmar um fantasma.”

Um exercício de resgate, amor e cura para ver na grande tela do Cinema Fernando Lopes.


Bilhetes brevemente à venda aqui







Sessão Especial do filme AINDA TEMOS O AMANHÃ, de Paola Cortellesi



Domingo, 21 de Julho, às 19h00, no Cinema Fernando Lopes



Esta sessão muito especial irá contar com a presença de Leonor Rosas (Antropóloga) e de Gabriela Moita (Psicóloga Clínica). Leonor Rosas, antropóloga, foca-se no estudo da memória, do colonialismo e da cidade, sendo também deputada na AM de Lisboa. Gabriela Moita é Psicóloga Clínica, Psicoterapeuta e Psicodramatista. Em 2003 recebe da Associação  Ilga Portugal, Associação de defesa dos  direitos de lésbicas, gays,  bissexuais e transgénero, o Prémio  Arco-Íris “em reconhecimento do seu contributo para uma democracia mais  aberta, inclusive e verdadeira, baseada na valorização da diversidade e na  igualdade de direitos.”

Sinopse: Paola Cortellesi lança-se na realização com um filme surpreendente, original e transcendente que entra pela porta da frente no pódio da História do cinema italiano. Um dos maiores sucessos de bilheteira da história recente do cinema italiano, superando até o fenómeno Barbie, Paola Cortellesi narra com leveza e maestria a história de Delia, esposa de Ivano e mãe de três filhos. Ela aceita a vida que lhe foi destinada - esposa e mãe -, no entanto, a chegada de uma carta misteriosa desperta a sua coragem para desafiar o destino e imaginar um futuro melhor, não apenas para si mesma. Unindo a commedia all’italiana a um neorealismo pop, Cortellesi surpreende, inova e emociona ao prestar um tributo aos feitos extraordinários de muitas mulheres comuns que, sem suspeitarem, contribuíram para a construção de uma sociedade mais igualitária.









Ⓒ 2024, Cinema Fernando Lopes


WhatsApp: 965009029

︎︎︎